Comerciais da Hollywood dos anos 80: cigarros,esportes radicais e Rock and Roll.

Nos anos 80, os comerciais de TV não precisavam ser politicamente corretos. A marca de cigarros Hollywood encantava nosso olhos e ouvidos com propagandas absolutamente eletrizantes com jovens saudáveis praticando esportes radicais ao som de grandes hits de Hard Rock e AOR. Eu era criança e vibrava quando estes comerciais coloridos e empolgantes apareciam na televisão. Meu DNA roqueiro já começava a se manifestar e eu sentia algo diferente acontecer comigo: uma vontade de pular, cantar,fazer ginástica, sei lá. Meu sangue fervia e todas as moléculas do meu corpo reagiam às músicas. Era magia pura, com certeza.

Foram esses comerciais que me apresentaram músicas e bandas que escuto até hoje : Peter Frampton, Survivor, Heart, Toto,etc. Lembro que, logo antes do Rock in Rio, David Coverdale gravou uma trilha de comercial com a banda Roupa Nova. Eu “já tinha” 12 anos e escutava “Love Ain’t no Stranger” tocar nas rádios.

Eu sabia muito pouco sobre a banda britânica, pois, naquela época, morando no interior de Minas Gerais, as informações sobre as bandas que eu curtia eram escassas e eu tinha que ter a sorte de estar sintonizado no canal de TV certo na hora certa para ter aqueles segundos intensos de prazer auditivo (a duração dos comerciais variava entre 30 segundos a minuto) para, quem sabe, escutar o som de uma banda da qual já curtia ou de outra banda inédita para mim até aquele momento.

A banda Roupa Nova, sem a participação de David Coverdale, também gravou uma versão da banda para a Hollywood.

Seguem , abaixo , alguns dos comerciais fantásticos que marcaram os anos 80.

Os comerciais ,na época, expressavam o que eu sentia : energia positiva e vontade de viver. A linguagem do Rock estava ali, surgindo para mim. Quando eu via um comercial novo, perguntava para os amigos de quem era aquela música ,pois ainda estava longe do Google e do Youtube existirem e as informações vinham através de revistas e fanzines da época. O engraçado era que a gente trocava revistas , era tipo uma internet analógica com compartilhamento de “arquivos físicos”.

A partir de 1988, a regulamentação dos comerciais de cigarros começou a ficar mais severa e vender a ideia de que quem fumava tinha fólego para praticar esportes radicais, ficava cercado de belas mulheres era um cara bem-sucedido passou a ser considerado algo contrário à lei. Apesar de eu achar esta restrição isso um exagero, continuo vendo os comerciais e tendo aquela gostosa sensação de voltar no tempo e deixar minha memória afetiva proporcionar-me uma agradável viagem.

Contribuição

Este blog é um trabalho sério e prazeroso no qual busco informar e entreter primando pela qualidade. Se você também acredita na importância desse trabalho, contribua, quantas vezes quiser,com o valor mínimo de 10 reais.

R$10,00

Texto escrito por Oswaldo Marques

Facebook: https://www.facebook.com/oswaldo5150/

site : https://questionassom.com/

Instagram : @oswaldoguitar

Um comentário sobre “Comerciais da Hollywood dos anos 80: cigarros,esportes radicais e Rock and Roll.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s